CCEE aprovou orçamento de 2017

CCEE aprovou orçamento de 2017

Os agentes associados à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) aprovaram, no fim de outubro, o orçamento para o exercício de 2017. O valor aprovado foi 6% maior que o montante registrado em 2016, no valor de R$ 154,3 milhões. A deliberação foi tomada na 62ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE), realizada em São Paulo (SP), com a presença de 67,65% agentes cujos votos são válidos.

Na Assembleia, Rui Altieri, presidente do Conselho de Administração da CCEE, apresentou aos agentes as realizações da instituição em 2016, como simplificar a medição, e o pacote de iniciativas para diminuir a sobrecontratação das distribuidoras, com ênfase para o MCSD de Energia Nova.

Altieri compartilhou também as perspectivas para 2017 sobre temas como a judicialização no setor elétrico, a intensa migração de consumidores para o mercado livre e a atuação da CCEE como operadora atacadista. Em outubro, a Câmara passou a marca dos 5 mil agentes, um aumento de 58% apenas em 2016.

A proposta de cobrança de emolumentos foi outra pauta aprovada, com 91,24% de votos a favor. Com isso, a partir de 1º de janeiro de 2017, atividades específicas passam a ser cobradas, como a adesão de agentes (R$ 5.898), o desligamento de agentes com sucessão (R$ 1.478), a certidão de adimplemento (R$ 110) e os treinamentos in company (R$ 22.039). O intuito é que o valor arrecadado com esses serviços seja utilizado para abater anualmente a contribuição associativa dos agentes.