Financiamento de socorro a elétricas elevará contas de luz a partir de 2015.

O custo dos empréstimos de pelo menos R$ 8 bilhões que as distribuidoras de energia tomarão neste ano será repassado às tarifas dos consumidores em 2015 e 2016.
Regulamentação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), divulgada nesta quinta-feira (3), propõe que os gastos dessas empresas com financiamentos sejam diluídos, de forma homogênea, pelas tarifas dos consumidores de todo o país.
Ou seja, a conta será repartida independentemente do valor do financiamento dado a cada distribuidora.
O reflexo desse aumento na conta de luz ainda não está definido. O governo estima que, de fevereiro a dezembro, o financiamento chegue a R$ 8 bilhões. O valor equivale a cerca de 8% das receitas anuais do setor elétrico -cerca de R$ 100 bilhões.

Matéria de 03/04/2014.

Leia a matéria completa em http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/04/1435260-aneel-cria-novo-encargo-e-banco-gestor-para-gerir-financiamento-a-eletricas.shtml