Migração do governo federal para o Mercado Livre será feito pela Prime Energy

Migração do governo federal para o Mercado Livre será feito pela Prime Energy

A Prime Energy venceu a licitação aberta pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para oferecer os serviços técnicos de consultoria, assessoria e gestão de energia elétrica. Os serviços da consultoria serão usados para que 34 Unidades Consumidoras do Poder Público Federal, localizadas no Distrito Federal, migrem para o Ambiente de Contratação Livre (ACL).

As propostas para a concorrência foram recebidas entre os dias 24 de fevereiro e 16 de março quando o pregão aconteceu. O resultado foi publicado no Diário Oficial do dia 23 de março.

A intenção do governo federal é comprar energia no mercado livre e, assim, reduzir as despesas mensais dos órgãos da administração direta. Essa intenção foi anunciada no início de fevereiro pelo ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, em uma entrevista coletiva.

Segundo informou o secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia, Eduardo Azevedo, será feito um projeto piloto em 19 prédios da Esplanada dos Ministérios, mas o programa envolverá 34 unidades consumidoras, já que alguns prédios abrigam mais de um ministério.

Todos os órgãos que funcionam na capital federal são atendidos atualmente pela Companhia Energética de Brasília.