Ampliação do Mercado Livre de Energia está nos planos de Marina

Ampliação do Mercado Livre de Energia está nos planos de Marina

A candidata do PSB, Marina Silva, apresentou em seu plano de governo uma proposta para a ampliação do Mercado Livre de Energia para as residências.

Lançado na primeira semana de setembro, o plano de governo traz propostas para a presidência e fala do setor energético no seu eixo 2: Economia para o Desenvolvimento Sustentável. Uma das propostas é ampliar o Mercado Livre de Energia para as residências e os pequenos e médios consumidores. A candidata afirma no documento que é desejo da maior parte do setor a descentralização e a democratização da geração e do armazenamento da energia, bem como o alinhamento de interesse dos agentes em nome do aumento da eficiência energética.

Além disso, a candidata pretende ampliar a participação da energia elétrica na matriz energética do país e aumentar a fatia das novas energias renováveis, como a eólica e a solar. 17% do consumo energético no Brasil será de eletricidade. O aumento da eficiência energética, o realinhamento da política energética para focar nas fontes renováveis e sustentáveis, a redução do consumo de combustíveis fósseis e a ampliação da geração distribuída são apontados como os cinco pontos de foco para aumentar a segurança, a economicidade e a sustentabilidade da matriz energética brasileira.