Conta de luz terá aumento mínimo de 12% em 2015

Mais uma vez os reajustes da energia elétrica vão pesar no bolso dos consumidores. Segundo a ‘Agência Estado’, os preços deverão subir pelo menos 12% graças à necessidade de ajuda financeira das distribuidoras e ao aumento no custo de produção de energia em Itaipu.

A ANEEL aprovou, no último dia 9, uma elevação de 46,14% nas tarifas de Itaipu a partir de 1º de janeiro de 2015: o custo por kW será de US$ 38,07. Esse aumento terá peso de 4 pontos percentuais nas contas de luz de consumidores das regiões atendidas pela hidroelétrica (Sul, Sudeste e Centro-Oeste).

Os financiamentos bancários que ajudaram as distribuidoras a arcar com as despesas de compra de energia no mercado de curto prazo somaram um custo adicional de R$17,8 bilhões, que começarão a ser pagos no próximo ano, influenciando também o aumento das tarifas. A previsão da ANEEL é de que o aumento tenha um impacto de 8 pontos percentuais.

Nesta previsão de aumento de 12 pontos percentuais não são considerados outros itens que podem vir a afetar o custo da energia, como a remuneração das empresas investidoras e aumentos derivados de encargos sociais.

A questão de Itaipu traz preocupações para o setor elétrico, pois, apesar do reajuste passar a valer a partir de 1/1, as distribuidoras devem seguir seus calendários para os aumentos. Assim, distribuidoras como a Light terão de arcar com os aumentos com seus próprios recursos por 11 meses.