Aneel pretende aumentar valores para bandeiras tarifárias

Aneel pretende aumentar valores para bandeiras tarifárias

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai aumentar os valores da bandeira tarifária amarela e da bandeira vermelha, nos patamares 1 e 2.

A área técnica da Agência sugeriu valores que ainda poderão ser alterados com base em consulta pública. Os valores das bandeiras são alterados a cada 100kWh e a proposta é que subam para:

Bandeira amarela: R$ 1,50

Bandeira vermelha 1: R$ 3,50

Bandeira vermelha 2: R$ 6,00.

A Aneel defende que esse reajuste adequa os valores cobrados dos consumidores aos custos extras que surgirem nos períodos em que a produção de energia estiver mais cara.

O sistema de bandeiras é aplicado desde 2015 e ajuda com o consumo consciente de energia elétrica sinalizando o custo da produção da energia e indicando se as pessoas devem economizar no consumo.

Atualmente, o sistema conta com três bandeiras – verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2). A bandeira verde significa que o custo está baixo e é coberto pela tarifa regular das distribuidoras, então não há cobrança extra na conta de luz. Nas outras duas bandeiras, há um aumento gradual dos valores.

O aumento do custo de geração está ligado principalmente ao volume de chuvas e ao nível dos reservatórios. Esse custo já era cobrado antes do sistema de bandeiras, mas apenas no ano seguinte. O sistema trouxe a cobrança para o mês em que ela foi necessária e, por isso, atua como um aviso para os consumidores de que o custo da energia está mais caro, permitindo que eles reduzam o consumo.