Carregando...


Aumento de migração para o mercado livre é visto em meio à crise

Mercado Livre de Energia

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgou números ascendentes de novos consumidores no mercado livre se comparados ao ano de 2019, mesmo com a crise do coronavírus. Assim, é possível notar 23% de aumento, totalizando 7.689 consumidores. O número de agentes de dezembro a maio também cresceu (9.725 contra 9.010), somando 8% de crescimento, considerando agentes desligados.

No dia 15 de junho, a CCEE divulgou nota apontando que a quantidade de migrações está de acordo com as constatações dos últimos meses. Dessa forma, 668 consumidores especiais e 50 livres migraram para o Ambiente de Contratação Livre (ACL) de janeiro a maio, totalizando 718 consumidores.

Dos 140 agentes que fizeram associação com a CCEE no mês de maio, 126 são especiais de oito são livres. Ainda em relação a esses números, 115 apresentam carga de até 1MW, 11 demonstram carga entre 1 MW e 1,99 MW e oito possuem carga maior que 2 MW. Também realizaram adesões 26 usinas produtoras independentes de energia e dez novas comercializadoras.

A área com melhor desempenho de migração por submercado possui 59% dos agentes e está localizada nas Regiões Sudeste/Centro-Oeste.

Em maio, 23 pedidos de adesão à CCEE feitos por comercializadores varejistas já haviam sido aprovados, enquanto 21 aguardavam a análise. No total, existem 1.019 processos em andamento, sendo 765 novos consumidores especiais.

Voltar às Notícias

Compartilhe