CPFL Paulista tem reajuste nas tarifas

CPFL Paulista tem reajuste nas tarifas

No dia 03/04, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou, durante sua reunião pública, a Revisão Tarifária Periódica da Companhia Paulista de Força e Luz – CPFL Paulista.

Essa revisão tem como objetivo reposicionar os valores das tarifas, levando em conta os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, e é feita a cada quatro anos.

Os consumidores da classe B1 (consumidores residenciais) tiveram reajuste de 19,84% nas tarifas calculadas desde 08/04. A CPFL Paulista atende 4,3 milhões de unidades consumidoras em 234 municípios do Estado de São Paulo.

 

Efeito médio por grupo de consumo*    Variação (%)

Alta tensão em média (indústrias)                 11,11%

Baixa tensão em média                                20,17%

Média (baixa tensão e alta tensão)               16,90%

 

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 kV a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 kV a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (residencial e subclasse residencial baixa renda), B2 (rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural), B3 (industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio) e B4 (iluminação pública).